Notícias Notícias

Voltar

Cândice Arosio toma possa como procuradora-chefe do MPT-MS

A procuradora Cândice Gabriela Arosio tomou posse, nesta segunda-feira (4/10), como chefe do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul (MPT-MS), cargo que lhe confere a gestão administrativa, financeira e de pessoal, além da representação política da unidade no âmbito estadual. A procuradora Simone Beatriz Assis de Rezende será a vice-procuradora-chefe.

A solenidade ocorreu durante a 1ª Reunião Ordinária do Colégio de procuradoras-chefes e de procuradores-chefes, na sede da Procuradoria Geral do Trabalho (PGT), em Brasília, e foi restrita apenas aos novos empossados, respeitando as determinações das autoridades sanitárias para a pandemia de covid-19. Foi utilizado um local adaptado para realização de reuniões e audiências presenciais, estabelecendo o distanciamento social com barreiras de proteção entre os participantes, além do uso obrigatório de máscaras e a disponibilização de álcool em gel.

As procuradoras e procuradores-chefes irão conduzir a gestão das regionais pelos próximos dois anos (biênio 2021-2023), a contar do dia 1° de outubro de 2021. A portaria de nomeações, nº 1.305/2021, foi publicada no dia 28 de setembro.

Cândice Arosio afirma que a missão de defender e representar os interesses da sociedade na esfera trabalhista continuará a ser árdua, porém será fielmente cumprida pelo próximo biênio. "É com imensa honra e senso de responsabilidade que inicio esse próximo biênio à frente da chefia do MPT-MS, ao lado de todo colégio de procuradores e corpo de servidores que formam a equipe da regional. Nossa missão constitucional de defesa dos interesses da sociedade nas relações trabalhistas seguirá sendo fielmente cumprida, em um constante movimento de escuta e diálogo com a sociedade e com os órgãos parceiros, mesmo diante de todas as dificuldades que permeiam nossa realidade no momento", pontua a procuradora-chefe do MPT-MS.

O procurador-geral do Trabalho, José de Lima Ramos, lembrou do desafio enfrentado pelo Ministério Público do Trabalho no combate às irregularidades trabalhistas trazidas pela covid-19 e destacou a necessidade de posicionamento da instituição em matérias que ferem os direitos sociais.

¿O MPT enfrentou a crise sanitária, política, sociológica e jurídica. Lembro da recente atuação na Medida Provisória nº 1.045/2021. Tivemos que sair de nossos gabinetes e ir ao Senado Federal. E conseguimos a rejeição da medida, que aviltaria direitos sociais e trabalhistas. Temos certeza que colaboramos muito com a sociedade¿, afirmou o procurador-geral.

Eleita por aclamação

Cândice Arosio foi reconduzida ao cargo de procuradora-chefe em uma eleição por aclamação, durante reunião ordinária do colégio de procuradores do MPT-MS, realizada no dia 12 de agosto.

Natural de Passo Fundo, na região norte do Estado do Rio Grande do Sul, a procuradora formou-se em Direito pela Universidade Paranaens, em 2006. Possui especialização em Direito do Trabalho pela Unicuritiba e em Processo do Trabalho pela Universidade Damásio de Jesus. Ingressou como procuradora do Ministério Público do Trabalho em outubro de 2010. Antes, atuou como juíza do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, com sede em São Paulo.

 

Fonte: MPT-MS